Para Sempre Renato Russo



Hoje nosso ídolo Renato Manfredini Júnior, mais conhecido como Renato Russo completaria seus ilustres 54 anos de pura inteligência e sincronicidade com todos os apaixonados, solitários, felizes, ou quem tenha uma história pra contar.
Mas infelizmente o destino não foi tão gentil com ele, e o levou com meros 36 anos, deixando assim saudade e suas grandes obras.

Renato lançou oito álbuns de estúdio, cinco álbuns ao vivo, alguns lançados postumamente, e diversos singles, escritos em sua maioria pelo próprio.
Nascido na cidade do Rio de Janeiro, lá viveu até os seus 6 anos, pequeno prodgio, escreveu uma redação "Casa velha, em ruínas…"  , em 1967 mudou-se para Forest Hills, no distrito do Queens em Nova York.
Em 1969, voltou para o Rio de Janeiro, indo morar na casa de seu tio na Ilha do Governador.
Em 1973 a família trocou o Rio de Janeiro por Brasília, passando a morar na Asa Sul.
Em 1975, aos quinze anos, Renato começou a atravessar uma das fases mais difíceis e curiosas de sua vida quando fora diagnosticado como portador da epifisiólise, uma doença óssea. Ao saber do resultado, os médicos submeteram-no a uma cirurgia para implantação de três pinos de platina na bacia. ELe sofreu duramente a enfermidade, tendo que ficar seis meses na cama, quase sem movimentos. Durante o período de tratamento Renato teria se dedicado quase que integralmente a ouvir música, iniciando sua extensa coleção de discos dos mais variados estilos. Em entrevista, Russo teria alegado que este período fora determinante na formação de sua musicalidade.
Renato conheceu Fê Lemos numa festa em 1978 e tinham em comum gosto pelo Punk Rock inglês e americano, e como era raro punks em Brasília ficaram amigos e começaram uma banda, com André Pretorius, filho de um embaixador da Africa do Sul na guitarra, Renato Russo no baixo e Fê na bateria, assim formou-se o Aborto Elétrico.
Depois de realizarem seu primeiro show, instrumental e começarem um movimento punk em Brasília através da turma da colina, Petrorius completa 18 anos no final de 1979 e tem que voltar para servir o exército na Africa do Sul. Renato passou para a guitarra e começou a cantar e ensinou baixo para o irmão de Fê, Flávio Lemos que assumiu o cargo de baixista na banda.
 Petrorius voltou a tocar com a banda no final do ano de 1980 quando estava de férias, e Renato assumiu só os vocais, e quando voltou para a África foi substituído por Ico Ouro-Preto irmão de Dinho Ouro-Preto.
A partir dessa fase em 1981 a banda melhorou e tiveram shows mais profissionais, e as músicas que antes eram coisas como "Tédio (Com um T bem grande pra você)", "Que país é esse?" ou "Veraneio Vascaína" evoluíram para temas como "Fátima", "Musica Urbana" ou "Ficção Cientifica". Porém logo quando estavam ganhando certa fama no circuito punk de Brasília, Fê e Renato brigaram e a banda se separou. Renato continuou como O Trovador Solitário no qual cantava e tocava um violão de 12 cordas sozinho, mas depois formou uma banda com Marcelo Bonfá na bateria que mais tarde com Dado Villa-Lobos e Renato Rocha formaram o Legião Urbana.
Suas principais influências eram as bandas de post punk que surgiram na época, especificamente, Renato Russo se espelhava no trabalho de Robert Smith, vocalista do The Cure e especialmente Morrissey que era vocalista da banda The Smiths Após os primeiros shows, Eduardo Paraná e Paulo Paulista saem da Legião. A vaga de guitarrista é assumida por Ico-Ouro Preto, irmão de Dinho Ouro-Preto, que fica até o início de 1983.
 A entrada de Dado consagrou a formação clássica da banda. À frente da Legião, que contou com o baixista Renato Rocha entre 1984 e 1989, Renato Russo atingiu o auge de sua carreira como músico, criando uma relação com os fãs que chegava a ser messiânica (alguns adoravam o cantor como se fosse um deus). Os mesmos fãs chegavam a fazer um trocadilho com o nome da banda: Religião Urbana/Legião Urbana. Renato desconsiderava este trocadilho e sempre negou ser messiânico.
Renato Russo faleceu no dia 11 de outubro de 1996, às 01:15 horas da madrugada, pesando apenas 45 quilos, em consequência de complicações causadas pela AIDS (era soropositivo desde 1989, mas jamais revelou publicamente sua doença).3 Deixou um filho, o produtor cultural Giuliano Manfredini, na época com apenas 7 anos de idade. O corpo de Russo foi cremado e suas cinzas foram lançadas sobre o jardim do sítio de Roberto Burle Marx. Estima-se que a banda tenha vendido cerca de 20 milhões de discos no país durante a vida de Renato. Mais de uma década após sua morte, a banda ainda encanta pessoas por todo o mundo.


Ano                  Álbum                                         Tipo

  • 1980             Ao Vivo na Funarte                                     Ao Vivo
  • 1985            Legião Urbana                                            Estúdio
  • 1986            Dois                                                            Estúdio
  • 1987            Que País É Este                                            Estúdio
  • 1989           As Quatro Estações                                          Estúdio
  • 1991                     V                                                            Estúdio
  • 1992           Música para Acampamentos                Coletânea, com canções inéditas
  • 1994         O Descobrimento do Brasil                            Estúdio
  • 1996         A Tempestade ou O Livro dos Dias                    Estúdio
  • 1997           Uma Outra Estação                                    Estúdio
  • 1998            Mais do Mesmo                                           Coletânea
  • 1999          Acústico MTV Legião Urbana                    Ao Vivo
  • 2001       Como É que Se Diz Eu Te Amo                         Ao Vivo
  • 2004     As Quatro Estações ao Vivo                           Ao Vivo
  • 2006            Uma Celebração                          Ao Vivo, gravado por outros artistas
  • 2009     Legião Urbana e Paralamas Juntos                  Ao Vivo
  • 2011                     Perfil                                                 Coletânea





"Vocês querem saber por que essa história acabou? Porque eu gosto muito de dar ordem! Se as coisas não estão do jeito que eu quero… Eu mando aumentar a guitarra, eu mando abaixar a guitarra, mando fazer isso… Mas isso você não pode fazer, principalmente no amor. Eu nem sei direito o que é o amor. E você não pode ter uma relação de força, de poder… Sabe, tem que ser uma outra coisa. E eu já sofri muito na vida por causa disso, sabia? Tanta gente já foi embora da minha vida por causa disso, porque eu sou mandão… Com a melhor das intenções."



Fontes: Winkipedia, youtube.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Marcadores de Livros *--*

Alma Negra "Dark Corners"

Caracóis e Nicequest