Alma Negra "Dark Corners"



Sinopse de Dark Corners
                                               E a pergunta é, quem é real ou nao?
                     Como eu, sei que muitos já pesquisaram sobre qualquer resquício sobre o que o autor quis dizer, mas a unica coisa que temos achado, são pessoas se perguntando "quem é real? ", na verdade, cada um tem sua opinião sobre isso, mas ninguém tem coragem pra expor, não sei se por receio de criticas ou simplesmente por não saber explicar sobre tal assunto.
                   Depois de ter visto milhares de vezes o  filme, tirei minhas próprias conclusões, explicarei por pontos, para que no final seja mais fácil a compreensão dos fatos.. vejamos:
  1. No inicio do filme temos a cena de uma mulher, que aparenta ser uma senhora, vestida de preto, como com ar sombrio, sentada a uma cadeira, tal aperta o botão da secretária eletrônica e ouve um recado deixado por "Susan", agora vamos lembrar um fato ocorrido no final do filme, onde "Susan" vai ao banheiro e vê que suas calcinhas não estão mais ali, pergunta ao seu marido se as lavou, ele nega então supõe que tenha  sido sua mãe, ela então liga para agradece-la e deixa o recado na secretária eletrônica. Tendo em vista tais fatos, tirei uma breve conclusão sobre o ocorrido: A mãe de "Susan" ouviu a ligação apenas quando retornou do velório de sua filha, isso explica os trajes, o silêncio e o comportamento reprimido da mulher.
  2. "Karen" vê a noticia sobre o "Night Stalker", logo "Susan" acorda, e na TV está passando a continuação da mesma notícia, até que ela acorda com a ligação de sua amiga e percebe que estava sonhando.
  3. A chave que "Karen" vomita no início do filme abre uma caixa, tal caixa contém fotos de todas as vítimas do "Night Stalker", tendo sido enterrada por ele mesmo .
  4. Observei que na mesa do "Psiquiatra" há alguns objetos que possuem ligações com alguma religião oculta, o chifre por exemplo, parece com o de "Baphomet", levando isso em conta, podemos dizer que o "Psiquiatra" tem relação com alguma religião do ocultismo.
  5. Quando "Susan" cochila dentro do carro (ainda no inicio do filme), ela sonha com a morte de uma das vítimas do "Night Stalker", no sonho seguinte, "Karen" acorda e percebe que foi espancada .
  6. Logo depois da primeira visita de "Susan" ao psiquiatra, surge a cena de mais uma vitima do "Night Stalker". 
  7. Logo temos a morte da amiga de "Karen", quando surge o seguinte dialogo:Mery : - Ainda não entende não é? Coitadinha ! É tudo sobre você ! Não Percebe? Sempre foi sobre você !  E da outra também, mas isso eu nem preciso falar.Karen : - Que outra?Mery: - Susan HedingKaren: - Ela é um sonho !Mery: - Aé? Era?  Um docinho antes do remédio, faz tudo ficar bem pior, não faz?Karen: - Isso não é real, está morta , você ta morta ! Ele te matou !
    Mery: - Aé? Querida? Tem certeza? Você tem que se conhecer. Precisa saber quem você é.

    Antes da morte da Amiga de "Karen" , o assassino liga para ela , para avisar que mataria a tal. Logo em seguida, temos também a morte da amiga de "Susan".

  8. O detetive que era cego pra "Karen", visita "Susan", tal não é mais cego perante ela. Tendo em vista que ele descobriu como entrar no mundo dos sonhos do "Night Stalker" que de alguma forma está ligado aos de "Susan", logo ele percebe quão diferente é a realidade do "Night Stalker", que ainda não pode enxergar. Como ele disse para "Susan" no hospital: - " os sonhos podem ser representações do subconsciente, de coisas vistas, ouvidas, sentidas.."
  9. Lembrando que o Jonal da TV que "Karen" assistiu disse que: O "night stalker" tem treinamento médico, pois conseguiu remover cuidadosamente os órgãos de uma de suas vitimas.
  10. Quando "Karen" entra na casa de "Susan" e percebe que está suja de sangue, se olha no espelho e vê o reflexo dela se confundindo com a do "Night Stalker" , então ela entra no quarto e vê "Susan" morta, em seguida o marido de "Susan" chega, mas quem ele vê ali parado não é "Karen" e sim o "Psiquiatra".
  11. Voltamos então pra uma cena ocorrida no inicio do filme, quando "Karen" acorda, se olha no espelho, tal cena se repete no final do filme e ela  vê  seu reflexo mudando para o reflexo do rosto do "psiquiatra". Onde ela diz pra sí mesma: "Essa é minha ideia de inferno.. É trazer seus sentimentos do fundo de sua alma, e fixá-los a você nesse eterno ciclo de tortura."
           Analisando o que escrevi acima, conclui então, que essa história não é sobre "Karen" nem "Susan", mas sim sobre o "Psiquiatra", tal possui distúrbios psicóticos.          O "Psiquiatra" participava de alguma religião ocultista, devido aos objetos vistos em sua mesa, tendo assim alguns poderes psíquicos.
           Ele já tinha escolhido que "Susan" seria uma das suas próximas vitimas, e sugestionou em sonhos todo aquele desconforto que ela passava com "Karen", afirmo tal fato relembrando a cena de sua primeira consulta ao "psiquiatra", quando "Susan" pergunta como ele ficou sabendo sobre o monstro, e ele meio que desconfortavelmente diz que ela fala enquanto dorme.
          Ele transmitia para "Susan" a sua realidade, tendo que ele criou uma personagem "Karen", que horas se passavam como por serem "Susan" em alguma outra realidade, e horas como o próprio "Psiquiatra", como quando ele descobriu a caixa com as fotos das vitimas e quando ele se viu sendo o assassino de "Susan".
            Então podemos afirmar que "Karen" e o "Monstro" que a perseguia, não era nada menos que fruto de sua imaginação. Lembrando que o filme começa da mesma forma que termina,quando "Susan" sonha com "Karen" acordando então de seu "ultimo assassinato", podemos dizer que toda essa realidade decadente que ele passa, permanece em um eterno ciclo de tortura, onde ele relembra todas as suas transgressões e medos. O ciclo sempre continua, como se ele esquecesse e descobrisse tudo que fez, como em um sonho.. Só que real !







Comentários

  1. Nossa parabens gostei mt da sua explicação ja tinha visto esse filme 10 vezes e n tinha entendido!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada !
      Fico feliz que tenha gostado.
      Beijosss :*

      Excluir
  2. Olá, Ingrid!
    Encontrei esse filme "perdido" na Netflix. Assisti sem nenhuma expectativa e, claro, me surpreendi! De cara, eu não sabia quem era real - Susan ou Karen, mas lá pela metade do filme, percebi que Karen era fruto da imaginação de Susan. Enfim, também queria expor alguns pontos e te fazer algumas perguntas (rsrs):
    - Quando Susan chega ao consultório do Psiquiatra/Night Stalker, ela conversa com uma Velha que também faz alusão ao fato de "tudo estar na mente dela" e que "a mente é algo poderoso". Bom, pode ser que eu já esteja inventando teorias, mas também fiz uma relação com uma fala da Velha e o nome original do filme (Dark Corners). A Velha fala que tinha problema de incontinência urinária e que era para Susan evitar sentar na cadeira do canto (corner, em inglês).
    - Quando Susan volta ao consultório do Psiquiatra (por sugestão do marido), ele diz que ela precisará de mais sessões. Ela se irrita e sai do consultório. Após ela sair, o Psiquiatra fala, com uma voz sinistra: "Sua p*** ingrata de me***!". Disso, eu concluí que, talvez, o Psiquiatra fosse o pai dos filhos de Susan. Outra cena que corrobora minha "teoria" é aquela em que Susan sonha e ouve o Night Stalker falando: "O outro é meu!". Lembrando que o médico inseriu três embriões nela - o primeiro ela perdeu ao ver a amiga Elaine assassinada e o segundo logo após esse pesadelo.
    - Você também falou que o Psiquiatra tinha "criado" Karen na mente de Susan e que Susan passou a ter dificuldades para distinguir imaginação da realidade. Minha dúvida: Karen era uma personalidade do Psiquiatra? Se sim, por que ele a "implantou" na mente de Susan e não na própria mente? Ainda a respeito disso, no primeiro pesadelo de Susan (início do filme), ela havia visto as primeiras vítimas do Night Stalker. Eu pergunto: como a mente de Susan estava ligada com a do Psiquiatra?
    - Se Karen foi criada na mente de Susan, como ela "sobreviveu" mesmo após a morte física de Susan?

    Bom, desculpa te bombardear de perguntas assim. É que eu só vi o filme uma vez (por enquanto...) e queria discutir com alguém já tinha descoberto outras coisas.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii. Desculpa,eu fiquei muito tempo sem mexer aqui. As vezes faço isso. Kkk
      Enfim, eu nunca tinha prestado muita atenção na velha da incontinência urinária, mas achei interessante sua observação, e me faz pensar que tudo no filme tem algum sentido, e minhas teorias podem estar faltando muita coisa.
      E sobre ele ser o pai de um dos filhos dela, ele pode ter estuprado ela enquanto ela sonhava que a karen estava sendo estuprada.
      E será que a karen não é algo que ele colocou no subconsciente dela, pra ter domínio sobre ela? Quando ele estivesse por perto?
      Esse filme mexe com meu psicológico, quanto mais a gente rocura, mais a gente encontra. Parece um círculo sem fim.. Kk
      Mas adoro conversar sobre e tirar novas conclusões.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Marcadores de Livros *--*

Caracóis e Nicequest